Violence
Bad Language
Fear
Sex
Drugs
Discrimination
Gambling
Online
Português
Português
Escolher idioma
Pesquisa rápida
WARNING

A página de pesquisa do site PEGI está reservada a pais e compradores adultos do software interactivo.

O único propósito desta página é fornecer lhes informação sobre o conteúdo e a faixa etária recomendada de um jogo específico.

Não se destina a menores e não pode ser usada para outros fins.
Eu entendo este aviso e desejo continuar.
Tenho menos de 18 anos e desejo regressar à Página Principal.
FAQ
Tem dúvidas sobre a classificação etária? Nós temos as respostas. Ler mais...
Factos e Números
Sabia que?
Os jogos encorajam a criatividade e a interacção, podendo também representar um papel importante no desenvolvimento social e intelectual.

Os jogos ajudam a introduzir iniciantes à tecnologia e encorajam o interesse pelas TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação).

Dado que os jogos requerem que as crianças obedeçam a regras e sigam instruções, aumentam a sua capacidade de autodisciplina e autonomia.

Os puzzles, os jogos de tabuleiro, as aventuras e as conquistas oferecem aos jogadores a oportunidade de desenvolverem aptidões de pensamento estratégico e de resolução de problemas.
Os jogos podem ser utilizados para aumentar as aptidões espaciais e de motricidade fina em crianças pequenas e podem ter vantagens para as crianças com incapacidades físicas.

“Já foram realizados estudos para determinar oque as crianças aprendem quando jogam jogos. Estes estudos incidem sobre aptidões como a atenção visual, o tempo de reacção, o desenvolvimento de competências cognitivas, como a percepção espacial ou o pensamento estratégico, o planeamento e a ponderação de hipóteses (Durkin e barber, 2002). Os jogadores necessitam de processar informações e de ter um pensamento rápido para obterem sucesso, o que pode constituir um treino útil para a vida real (Taylor, 2006). Existem provas de que, na população adulta, o uso de videojogos contribui para melhorar as aptidões relacionadas com a percepção visual (Green e Bavelier, 2003, 2006)... Os videojogos poderão ser utilizados para melhorar as nossas aptidões de adaptação (capacidade para alternar diferentes tarefas) e reduzir a inibição comportamental (capacidade para evitar fazer coisas inapropriadas) nas crianças. Isto poderá ter um impacto significativo na sua capacidade para gerir as próprias ideias e comportamentos, um dos desafios que se colocam durante a infância, em termos de desenvolvimento, e poderá ser benéfico para as crianças... Os videojogos acarretam outros benefícios potenciais, contribuindo nomeadamente para estimular a imaginação e explorar novos mundos, ultrapassar medos e desenvolver um sentido de identidade (Jones, 2002). São muitas as áreas em que os jogos podem desempenhar um papel significativamente positivo para a saúde mental e física das crianças e para a educação”.

Byron Dr. (Tania), Safer Children in a digital world, The report of the Byron Review – Children and New Technology, 2008, p 154-156
Os jogos podem ser integrados em quase qualquer área do currículo escolar, desde a matemática aos estudos sociais e às línguas.
NOTÍCIAS
RSS-Feed
2015-03-17
PEGI RATINGS EXPAND TO MOBILE VIA NEW GLOBAL RATING SYSTEM
The IARC process, created by a global coalition of game classification authorities is now
adopted by Google Play and Firefox Marketplace, bringing PEGI ratings to a large body
of apps and games in Europe. For more information: www.globalratings.com Mais...
2014-04-15
PEGI Annual Report 2013
PEGI has published the 2013 annual report. Mais...